domingo, 11 de outubro de 2009

Biografias Horizontais VI - Depoimento de J.M.S.


olha, só topei dar esse depoimento pois você me garantiu que não revelaria meu nome. E também gosto de falar. Começei na vida cedo, sabe moço... quando eu tinha doze ou treze anos, não lembro bem ( abaixa a cabeça por um instante), fui violentada pelo meu primo de 19 anos. Nunca contei isso a ninguém. Na verdade, o depois foi muito difícil, sabe? Fiquei meio perdida e muito confusa. Depois disso esse primo meu ficou um bom tempo sem ir lá em casa. Uns dois anos depois, qando eu menos espero, aparece o sujeito lá. Senti calafrios dos pés até a cabeça. Ao mesmo tempo que eu queria que ele desaparecesse quando eu fechasse os olhos, queria tembém que ele me jogasse na cama e fizesse exatamente como fez da outra vez. Que cara é essa moço? Ficou chocado, foi? É que esqueci de dizer que eu tinha uma certa paixão por ele. Coisa de menina sabe.]
Entrevistador: fale mais de sua profissão...
Ah é, essa história me traz umas lembranças tão misturadas em minha cabeça. Ao msmo tempo que dá raiva, dá saudade... enfim.
Aos 16 anos fiquei grávida e fui morar com meu namorado. Perdi o bebê aos seis meses de gestação e, logo em seguida, levei um pé na bunda daqueles e, não queria voltar pra casa de meus pais de jeito nenhum. Foi aí que conheci a dona do Pinguelo Doce. Na época, o Pinguelo era o centro da boemia da cidade, lugar bem frequentado e, olhando de fora, nem era assim tão sujo... mas se você vasculhasse direito, ia ver cada coisa absurda. Imagina uma casa com 14 mulheres e dezenas de homens por noite? Deu pra perceber que limpeza não era o forte do local...
Bem, foi assim que começei nessa "carreira" (risos), com 16 pra 17 anos. Dona Cabeluda tinha umas técnicas que deixava a gente apertadinha que nem menina moça ( risos). O pior em trabalhar com sexo é que homem bonito geralmente consegue de graça, né? Então sobrava a rebarba pra gente. Era cada trapo que aparecia lá. Eu só beijava na boca se fosse branco. Não tenho nada contra preto sabe, mas ía cada negão lá que era o "cão chupano manga". Dona Cabeluda nao deixava a gente recusar cliente, a menos que a menina tivesse mortinha da silva. Mas ela era uma boa pessoa. Tinha uma menina que ela pegou pra criar desde novinha. Tratava como se fosse filha. Mas, como ela mesmo dizia: "vergonha é roubar e não levar, minha filha". Hoje sou feliz por ter conseguido construir uma familia. Não gosto muito de ficar remexando no passado, mas confesso que foram tempos difíceis, mas havia muita alegria. Se pudesse voltar atrás, não sei se faria diferente não... isso fez parte do que eu me tornei hoje sabe. E negar isso, seria negar uma parte de mim.

Esse foi o depoimento de J.M.S. que é casada há cinco anos e tem um filho de tres anos. Trabalhou por cerca de 10 anos na casa de tolerancia de Dona Cabeluda ( nome fitício) como profissional do sexo. Hoje ela é psicóloga formada pela Universdade Federal da Bahia e é uma mulher que enfrenta todos os seus fantasmas de cabeça erguida. E resolveu compartilhar um pouco de sua história com o Biografias Horizontais.

Beijo pra quem é de beijo.
Abraço pra quem é de abraço!

19 comentários:

  1. Parabéns J.M.S.!
    E, de todo esse depoimento a maior lição é que nunca devemos negar o que fomos pois foi como nos esculpimos e nos moldamos para refletir o que nos tornamos.

    A dificuldade nos dias de hoje é afastar as meninas da exploração sexual e doa maltratos a que elas são submetidas para permanecerem caladas e escravizadas. J.M.S tinha a paixão de menina que se transformou em decepção e que misturou os sentimentos dentro dela. Amor, ódio, carinho decepção... são sentimentos que nos rondam se mal administrados podem se tornar doenças da alma... Sim! O amor, a paixão a admiraçaõ por algo ou alguém que nos decepciona ou nos é tirado de forma brusca pode se transformar num transtorno muitas vezes irremediável que nos leva ao fundo do poço. Ou se luta contra eles ou se acostuma e os teem como bengalas de apoio a alma cansada da vida.
    Poucos são os que revertem as situações impostas por seus algozes e conseguem reviver das cinzas...
    Mesmo que isso tenha feito com que você se fortaleça é traumatizante e permanece em nós como marcas de ferro em brasa.

    ".... Se pudesse voltar atrás, não sei se faria diferente não... isso fez parte do que eu me tornei hoje sabe. E negar isso, seria negar uma parte de mim.!

    Cabeça erguida sempre!

    Beijos no coração!

    ResponderExcluir
  2. Quero Felicitar a J.M.S, pela força com que deu a volta, pela coragem, pela vida que construi e constrói dia após dia,quero felicitar-te a ti, pelo blogue, nunca me canso de vir aqui, considero que é mais do que um blogue, é como servi~ço público, onde pessoas com problemas semelhantes aos que nos trazes a debate podem muitas vezes encontrar a força necessária para ultrapassar, este é mais um bom exemplo disso mesmo!
    Beijinhos

    ResponderExcluir
  3. A historia dessas moças são sempre parecidas. Apesar que ultimamente as meninas estao na vida pra ganhar dinheiro rápido!
    LEO

    ResponderExcluir
  4. obrigado meu caro pela visita ao dogMas... faço de lá o reduto das minhas loucuras e fico feliz em receber os amigos... belo texto esse... abs.

    ResponderExcluir
  5. Ola!! Complicada essa vida e a falta de opção, mas na verdade ela ensina que quem faz a opção somos nós, uma vez que se formou.Ótimo texto.

    Um abraço!!

    ResponderExcluir
  6. Oi Ney meu lindo... Saudadaes daqui...

    Que história hein, fiquei feliz que ela tenha conseguido sair dessa... Que coisa esse negócio do primoe, hein! Que cachorro... mas enfim...


    Lindo perdi o acesso ao twitter, acho que foi hackeado.. por isso não vi tá?

    Por fim acabei nem criando outro....

    OIlha tenha um fim de semana "arretado"

    Beijos com saudade

    ResponderExcluir
  7. puta que é puta nunca larga enquanto da lucro.
    é psicologa, hum...
    tinha que investir no futuro mesmo, sabia que ia ficar velha e feia...

    ResponderExcluir
  8. É por isso que eu amo as psicologas

    ahuahuahuahuahuha

    legal a historia

    ResponderExcluir
  9. Néctar da Flor é um blog que sempre soube receber e retornar seus comentários. Nunca deixamos ninguém, por motivo algum, no silêncio de uma visita quando vem à nossa página. Por esse motivo queremos presentear todos os amigos, que assim como nós, sabem acolher qualquer pessoa que chega com gentileza na sua casa virtual. Sem recriminação, sem preconceito, sem frescura.



    Simplesmente porque:



    Acolhe com o coração!



    Beijos jogados no ar, sempre!



    -

    ResponderExcluir
  10. saudadesssss d vc sumidinhu.....vai no meu blog querido pega meu presentinho pra vc ,esta no blog "presentinhos"tah bom...bjinhus suaves vem me visitarrrr te espero lah......xauuuu

    ResponderExcluir
  11. Néctar da Flor faz a primeira Blogagem Coletiva onde o tema é: Um conto de amor com cheiro de Néctar da Flor. É com muita felicidade que convidamos todos a conhecer um mundo encantado que há dentro de cada um. Conte um conto, seja personagem da sua história e sinta cada palavra escrita na hora que for contar.



    As 10 melhores postagens com o tema levarão um layout personalizado ou uma página de scrapbooking digital. O restante das informações já estão incluídas na imagem acima e a inscrição já está aberta.


    Basta colocar nessa postagem o seu nome, o nome do blog que irá concorrer e o email.



    Faça parte dessa festa... que festa?



    Aquela que se fantasia com emoção...



    ... VEM?





    Obs: Quem for participar tem que levar esse selo abaixo e deixar visível para todos verem.



    -

    ResponderExcluir
  12. Eita que deve ser difícil uma vida dessas né?Ou não!rs rs
    Bricadeirinha,deve ser muuuuito difícil.N pela parte do sexo(pq é bom né?)mas pela parte de ser com qualquer um,com gente q normalmente vc nem olharia no olho,teria nojo.
    Deus q me livre de uma hora dessas rs rs

    ResponderExcluir
  13. Passei para desejar um óptimo fim de semana!

    Besos calientes

    ResponderExcluir
  14. Muito interessante seu blog.
    Texto bem polemicos e interessantes.
    Espaço muito legal.

    Obrigado pela visita e pelo gentil comentário em meu blog , apareça mais vezes.

    Abraço :D

    ResponderExcluir
  15. Oi Roberto, tudo bem?
    Adorei, muito corajoso da parte dela fazer isso e um orgulho dela demonstrar do que passou e mostrar que mudou, que conquistou o que queria.
    Concordo com vc, o pouquinho que fizermos fará uma grande diferença no final.
    Volte sim, esperarei, rsrs

    Abraços
    :)

    ResponderExcluir
  16. Realmente é uma historia chocante, mas quem entra na vida é por opção, e nao por passar fome etc..
    Sou contra, mas cada um tem sua vida, e sabe o que faz... mas infelizmente para mim, são pessoas fracas e que não acreditem, que por uma carne e osso, existe um coração que se alimenta de esperança, talvez seja tarde, ou mesmo há tempos que se curam, olhando para si mesmo.

    Um abração
    Bom final de semana.

    ResponderExcluir
  17. Ei
    Deixei um meme pra vc no meu blog.
    Beijo

    ResponderExcluir

As palavras são livres. Elas gostem de dançar ao sabor do vento. Então, liberte-as. Escancare aqui suas meias verdades, seus sentimentos, suas dúvidas... prometo que não vai doer!!