quarta-feira, 26 de agosto de 2009

Biografias Horizontais IV - Sobre mulheres e outros mistérios


Desde pequena aprendi que a vida não seria fácil, mas eu sempre teria vários caminhos para escolher. Nunca sou be quem foi meu pai. Na verdade, nem sei ao certo se minha mãe sabia. Ela era daquelas putas indiscretas, que não fazem a menor questão de esconderem suas identidades. Ela era a rainha das esquinas ( como sempre dizia quando tomava um porre daqueles). Nasci pelas mãos de madame Dorotéia, uma puta velha que um dia já havia sido muito rica (pelo menos é o que dizem. Não me lembro muito bem da minha infância. Por isso, às vezes tenho a impressão de que já nasci puta. É a inexorabilidade da vida. Foi para isso que eu vim a este mundo. Sei dos meus potenciais. Sei que poderia voar bem mais longe. Mas quem disse que eu não vôo? Minhas asas cortadas aprenderam que não há grande problema em voar um pouco mais baixo. Confesso que tocar a vida como um barco na tempestade não é fácil, bem sei. Mas sinto que se vivesse na calmaria, eu mesmo arrebentaria meu barco para que ele afundasse. Gosto de movimentos e de cores. Aliás, uma das poucas lembranças que tenho da minha infância são os neóns e os brilhos intensos que davam vida à penumbra dos bordéis. É, acho que nasci mesmo puta. Poderia até ter sido outra coisa. Mas resolvi deixar que os ventos me levassem. Sem cais ou porto seguro, vivo me perdendo por esse mundo. E, de maré a maré, vou acumulando lembranças, sonhos perdidos, sorrisos lançados e lágrimas insistentes que teimam em me afogar de vez em quando.

Gostaria de agradecer ao carinho que tenho recebido e às inúmeras palavras escancaradas aqui no Blog... sintam-se sempre em casa e, para não perder o costume, Vamos falar de sexo?

Beijo pra quem é de beijo.
Abraço pra quem é de abraço.
Bom, quem quiser algo mais, estou aberto a novas possibilidades (:

16 comentários:

  1. Fico com os beijos pode ser?
    dizem que só nos comove o que nos reflete,ou o que negamos.
    não sei dizer se é verdade o q sei é q a cada vez q venho aqui,fico abestalhada (rs)
    deveria ser mais educada e dizer encantada.

    ok ok ok emocionada
    carinho

    ResponderExcluir
  2. Quando as nossas escolhas, e as portas que temos sobre os diferentes caminhos a que nos conduzem, nos ensinam a ser felizes, então teremos feito a escolha ou tomado a decisão correcta, acho eu, que já não sei nada de nada, afinal acho que já nem sei se quero saber alguma coisa, na minha vida e nas letras que se apresentam, nas gentes que conheço e nas histórias que leio e reflicto com carinho, só consigo deixar espaço para um simples pensamento indiscreto: merda de vida esta que nos obriga a nascer sem pedir...nos obriga a escolher, a decidir, a viver...
    beijinhos

    ResponderExcluir
  3. brilhos de neon, vida de glamour...sexo "fácil" , amor dificil?
    Siga sua vida como melhor servir...melhor lhe couber, sem seguir as regras...assim que é bom..
    bj

    ResponderExcluir
  4. Querido, adorei o comentári olá no blog. E posso ficar com beijos e abraços? rsrs
    Texto super bem feito e retrata a alma do personagem descrito. Parabéns.

    ResponderExcluir
  5. Obrigado pela participação em meu blog, viu.
    Já sou um seguidor do seu blog...viu.


    abraços


    Hugo

    ResponderExcluir
  6. Ao ler esse texto, as sensações se misturaram... Tristeza e até uma certa admiração, gosto de quem não se esconde.

    Beijos menino, e nem me fale em estar aberto para algo mais rsrsrs


    Ótimo fim de semana!

    ResponderExcluir
  7. nossa, amei o texto!


    saudade daqui.
    bjão da fê =D

    ResponderExcluir
  8. Bom dia, tenha uma semana abençoada
    bjs

    ResponderExcluir
  9. Oie!!!
    estou lhe add, para te ler com bastante calma e atenção, posso???rsrs...
    Vem me conhecer tb, a ksa é sua, divirta-se como eu penso q irei passar bons momentos de bob te lendo!!!. bjinhos..SHAY ;)

    ResponderExcluir
  10. Depois de te ler, só me apetece deixar-te um beijo...

    ResponderExcluir
  11. Pessoas abertas a vida sem se esconder..perfeito texto.
    Abraços

    ResponderExcluir
  12. Autenticidade pura ! E isto não é pra qualquer um não ! Vemos e vivemos num mundo de tanta hipocrisia, que estes sim são os verdadeiros putos de si mesmos...
    Que eu seja um autêntica puta até morrer, é o que desejo...
    Beijos e obrigada pelo carinho lá em meus aposentos!rs
    Helô

    ResponderExcluir
  13. Ei,

    Te recebo no blog, me estimula a curiosidade e venho aqui te conhecer. E não...não acho que temos um destino traçado, nem mesmo quando o cenãrio que se constroi à nossa frente não nós aponta caminho alternativo algum. Acho sempre que podemos construir nossa história; ou contar a história que queremos construir e nela acreditar o suficiente para fazer história. Ou metáfora.Mas falar de sexo, sim, é sempre muito importante, bom, estimulante. Também fico com os abraços e beijos. Outras vezes, também. bjss. Veronica

    ResponderExcluir
  14. Depois de viajar um pouquinho lendo seus posts, agradesço a passagem e comentário no meu blog, esteja convidado a passar mais vezes. Te seguirei, um forte abraço.

    ResponderExcluir
  15. Meu querido, é sempre com enorme entusiasmo que entro aqui!
    Adoro entrar, sentar-me e saborear cada palavra, cada devaneio, cada toque que nos une!!!

    EROTICAMENTE FALANDO

    aTrEvE-Te

    ResponderExcluir

As palavras são livres. Elas gostem de dançar ao sabor do vento. Então, liberte-as. Escancare aqui suas meias verdades, seus sentimentos, suas dúvidas... prometo que não vai doer!!